E lá vamos nós ao mecânico

Booooooooom diiiiiiaaa!!!
Ontem quando eu conversei com o mecânico ele pediu para ir no início da manhã, antes das 10h na sua casa para arrumar o carro.

Como mecânico não quis dizer o nome da rua, apenas falou vai reto na rua principal duas quadra antes do fim dobra a direita, passa por uma lomba, atravessa a entrada do parque a esquerda anda mais duas quadras e chegará, i.e. uma boa forma para se perder na cidade.

Pensando nisso resolvi sair cedo de casa uma hora antes para ir caminhando até achar a oficina, levei uma meia hora saindo do pousada até achar a oficina (ainda bem que no interior o pessoal conhece os lugares).

Não foi preciso abrir as caixas para verificarmos que havia um vazamento na caixa de transferência

Caixa pingando feito uma bica

Após quase duas horas para poder abrir o bujão, a chave que ele tinha não conseguia abrir. O mecânico teve que soldar uma porca para poder usar uma alavanca pra abrir o bujão (ta louco tchê).

Assim que abrimos vimos que não havia mais nada de óleo dentro da caixa, por sorte azar do destino não existia o óleo recomendado para a caixa de transferência na cidade, colocamos um genérico para eu poder andar um pouco com o carro até chegar a Belo Horizote (308km distante) e poder arrumar a caixa.

Encontro com Landeiro

Por sorte quando estava saindo da mecânica eu vi uma Defender 110 (igual a minha) na cidade e resolvi seguir. Pensei: se o cara for da região ele vai conhecer algum mecânico.
Ele parou no restaurante da dona da pousada que nós estávamos ficando, parei atrás do carro dele e fiquei esperando ele voltar.

Conversei com o Silvio da Ecopousada Beira de Mato e ele indicou um mecânico em Piumhi – MG a cerca de 80km de Vargem Bonita, juntamos as malas e resolvemos tocar viagem até a cidade.

Atualização: 17h30

Chegamos a mecânica do Gaspar em Piumhi – MG, conversei com o Gaspar (dono) e ele mencionou que não poderia nos atender nos próximos três dias, pois estava lotado de carros. Mesmo mencionando que havia sido indicado pelo Silvio.

Resolvemos ir para um hotel e conversar com o pessoal do grupo de Defender para ver as opções.
Depois de conversar com o grupo dos Landeiros, eles disseram para ir pra Belo Horizonte e que já estariam conversando com o mecânico de lá para receber o meu carro.

Ficamos a noite no hotel em Piumhi e resolvemos sair cedo no próximo dia para ir ao encontro do mecânico de Belo Horizonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *